SEMINÁRIO BUSCA ALTERNATIVAS PARA RETOMAR AVANÇOS NA EDUCAÇÃO

Seminário interno promovido pelo Núcleo de Educação e Cultura do PT no Congresso Nacional e a Comissão Nacional de Assuntos Educacionais do PT – CAED deu início nesta segunda-feira (27) ao debate para elaboração de um documento sobre “A educação brasileira no pós-golpe”. A iniciativa pretende se constituir em um instrumento alternativo à política de desmonte da educação pública levada a efeito pelo governo Bolsonaro, segundo os organizadores.

O evento é conduzido pelo deputado federal Waldenor Pereira, coordenador do Núcleo de Educação petista, e reúne parlamentares, assessores, lideranças sindicais e militantes engajados na luta educacional. Eles abriram a semana de debates ainda embalados pelo clima da vitória recente na Câmara dos Deputados com a aprovação da PEC 15/15 que torna permanente do Fundeb – Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação. Mas chamaram atenção para manter a mobilização visando garantir a aprovação no Senado mantendo as conquistas propostas na Câmara.

A educação será debatida em suas diversas segmentações, dividida entre Infantil, Inclusiva, no Campo, EJA, Quilombola, Indígena, da Ciência e Tecnologia, além da valorização dos profissionais da Educação, numa programação de debates que vai até a sexta-feira (31), das 9 às 12h, através de vídeo conferência.

A abertura do Seminário foi feita pela coordenadora da CAED, a Dep Estadual/PE, Teresa Leitão e constou, no seu primeiro dia, de exposições sobre o texto geral, realizadas por Heleno Araujo (CNTE), o assessor do Senado, Bruno Ferreira, e a professora Selma Rocha, da escola Nacional de Formação do PT. Em seguida foi aberta a participação de inscritos.



Bahia, Brasil, Destaques, Educação, Política

Comentário(s)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *