Polícia detalha crime que chocou a cidade; irmãos conquistenses foram assassinados em Simões Filho

Um crime com requintes de crueldade foi registrado no inicio da manhã desta quinta-feira (11/04), em Simões Filho, na região metropolitana de Salvador (RMS). Os corpos de dois irmãos que estavam desaparecidos foram encontrados no Centro Industrial de Aratu (CIA). Os dois foram amarrados, torturados e mortos com tiros na cabeça. Os crimes aconteceram em dois locais diferentes, porém próximos. O primeiro corpo foi encontrado às 06 horas da manhã na na Via Periférica II, após a rotatória da empresa Bomix. Já o segundo cadáver foi achado duas horas depois também na Via Periférica II, em frente a Associação Baiana de Tiro.

Polícia Civil do município identificou as vítimas como Bruno Cardoso de Matos, de 24 anos e Gabriel de Matos Oliveira, de 18 anos.

Em nota, a assessoria de comunicação da 22ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) confirmou o crime e informou que as vítimas são irmãos. “A mãe deles manteve contato telefônico com a 22ª Delegacia Territorial informando que seus filhos, residentes do bairro de Fazenda Coutos, em Salvador, haviam desaparecido. Ambos são naturais de Vitória da Conquista.

De acordo com o levantamento feito pela reportagem do SIMÕES FILHO ONLINE, os corpos estavam a beira pista, com as mãos amarradas e com vários hematomas nos rostos, evidenciando que foram torturados antes de serem executados no local. Ambos foram atingidos com diversos tiros na cabeça.

Políciais militares permanecem no local aguardando a chegada dos peritos do Departamento de Polícia Técnica, que foram acionados para iniciar os trabalhos de praxe, e posteriormente os corpos devem ser levados ao Instituto Médico Legal de Salvador. Apesar da situação, não há informações sobre quem teria cometido o crime. A motivação e autoria do crime serão investigados pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).



Bahia, Destaques, Polícia, Vitória da Conquista

Comentário(s)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *