Médico que trabalhou no Hospital de Base de Conquista foi um dos ‘guerreiros’ que salvou pessoas de massacre em escola

Com passagem destaca no Hospital de Base de Vitória da Conquista e outras unidades da capital do Sudoeste baiano, o médico Austelino Vieira Mattos foi destaque na mídia nacional por ser um dos profissionais que salvou pessoas do ‘massacre’ na escola de Suzano e que chocou o país e o mundo.

Doutor Austelino foi o responsável pela cirurgia de um dos jovens vítimas do atentado e que ficou com o machado cravado no corpo.

Com um extenso currículo, doutor Austelino recebeu os parabéns de diversos amigos que deixou na joia do sertão baiano.

“Ele recebeu um golpe de machado no ombro direito e veio com o machado pendurado no braço. Levamos ele direto ao centro cirúrgico e fizemos a cirurgia para remover o machado e ver se não tinha nenhuma lesão em algum vaso. Graças a Deus não chegou a pegar braço. Ele vai evoluir bem”, disse o médico, em entrevista a Rede Globo.

A cirurgia levou mais ou menos uma hora e meia. “Ele me disse que estava sentado recebeu um golpe de machado e nem viu de onde veio.”



Conquista, Destaques, Saúde, Vitória da Conquista

Comentário(s)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *