Conquista: Ossada de idoso desaparecido é encontrada; família tenta liberação no DPT

Uma história triste, que insiste em não ter fim. Desde dezembro do ano passado o idoso Claudionor Alves de Souza, de 65 anos está desaparecido. Aqui, por meio do Blog do Rodrigo Ferraz e outros veículos de imprensa, a população acompanhou de perto o drama da família que lutava para encontrar seu Claudionor.

Depois de meses de aflição e angústia, no fim do mês passado a família encontrou uma ossada num povoado da zona rural de Vitória da Conquista. Junto com a ossada estavam pertences de seu Claudionor que a família reconheceu.

A ossada e o material encontrado junto foram recolhidos e levados para o Departamento de Polícia Técnica de Vitória da Conquista. No entanto, mesmo com o reconhecimento da família, o DPT não liberou a ossada para que a família pudesse sepultar.

“Não é justo a gente reconhecer e ficar nessa espera. Sofrendo! Porque a gente está sofrendo demais!”, disse a filha de seu Claudionor em entrevista.

Todo esse drama foi mostrado durante reportagem exibida pela TV Sudoeste nesta terça-feira (15). Por meio de nota o Departamento de Polícia Técnica respondeu o seguinte:

O DPT alega que o corpo da vítima está na condição de ossada, o que inviabiliza a identificação pelas impressões digitais, como também não foram apresentados prontuários odontológicos que permitissem a identificação pela arcada dentária, apenas o exame de DNA, que é realizado no DPT em Salvador, poderá identificá-lo. As viagens das Grandes Regionais para Salvador ocorrem de acordo com as demandas das Coordenadorias que compõem toda a região.



Conquista, Destaques, Polícia, Vitória da Conquista

Comentário(s)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *