‘Bode’ finalista, mais uma vez…

Por Ubaldino Figueiredo

Foto: Júnior Patente
Foto: Júnior Patente

Jogando o suficiente para conquistar a vaga de semifinalista da Copa Governador do Estado, o VITÓRIA DA CONQUISTA, depois de ter perdido no meio de semana, para a JACUIPENSE, pelo placar de 1×0, conseguiu um triunfo, nesse domingo à tarde, no Lomantão, pelo placar de 2×1, o que lhe garantiu disputar em dois jogos, o título de campeão da competição, aperitivo do campeonato baiano de 2014, além de conquistar uma das vagas para a Copa do Brasil e do campeonato brasileiro da série D, do próximo ano. O jogo em si não teve lá essas emoções, apenas a expectativa por parte dos torcedores, que por sinal está deixando a desejar, em termos de presença ao estádio. O time da Jacuipense, que veio para se defender e arrancar um empate começou o jogo explorando os contra-ataques, sem sucesso, em função da boa postura da defesa do Bode.

As oportunidades de abrir o placar foram surgindo, mas o time visitante em uma descida pela esquerda, Nadson quase inaugura o placar, e a resposta do Bode veio logo em seguida em uma ótima jogada pela esquerda com Tiaguinho que cruzou para a entrada da área, e Moisés, aos 27 minutos do primeiro tempo, abriu o marcador; duas outras oportunidades, também foram desperdiçadas pela Jacuipense, no entanto, ainda nos acréscimos dado pelo árbitro, aos 48 minutos, após a cobrança de falta, Roni subiu de cabeça e assinalou o segundo gol do Bode, o que tranquilizou o time. No segundo tempo, com a vantagem no marcador, o time do Bode, cedeu espaços para o adversário, como é comum dos times que necessitam do placar para se garantir, o que ensejou uma avalanche de ataques do adversário, inclusive no primeiro minuto quase a Jacuipense marca seu primeiro gol, não fosse a bela defesa do goleiro Augusto, que vem se revelando.

 

O jogo seguia, e o Bode com a mesma postura defensiva, inclusive, as substituições deixaram bem claras as intenções do treinador em garantir o resultado, mas nos acréscimos, aos 47 minutos, a Jacuipense, depois de uma jogada do Nadson, pela esquerda e a defesa parcial do goleiro Augusto que espalmou a bola para a entrada da área, Juninho que havia entrado no segundo tempo, marcou o gol de honra da Jacuipense.

O Bode ainda teve uma penalidade máxima a seu favor, assinalada pelo árbitro da partida, aos 48 minutos, depois de uma jogada de RONI, que partia em direção ao gol, mas foi derrubado, pelo goleiro, dentro da área; Zé Leandro foi para a cobrança e, para tirar do goleiro acertou o poste esquerdo, perdendo assim, a oportunidade de ampliar o marcador. Com esse resultado, o Bode, pela quinta vez consecutiva, chega à final da Copa, da qual é tri campeão, partido a gora para a quarta conquista. O primeiro jogo será no Lomantão, em data a ser marcada pela FBF, e o segundo em Feira de Santa. Vamos lá Bode.


Artigos, Esporte, Vitória da Conquista

Comentário(s)